Uma abordagem sistemática dos fundamentos para sua relação aberta e sincera com Deus, com os outros e consigo mesmo. O que há de exclusivo na contribuição de Francis Schaeffer é a sua compreensão da desesperadora carência que o homem moderno tem da verdade, beleza e sentido da vida. Isto fica particularmente evidenciado no seu ministério do l’Abri, na Suíça, que se concentrava amplamente no seu lar. Milhares de pessoas vinham até o l’Abri: profissionais de todos os tipos e de todas as partes do mundo. Em vez de estudar livros e mais livros em uma torre de marfim isolada da vida e desenvolver teorias alienadas do pensamento e das lutas do ser humano Francis Schaeffer conversou durante muitos anos com homens e mulheres bem em meio às lutas daquelas pessoas. Ele estabeleceu diálogo com existencialistas, positivistas lógicos, hindus, budistas, protestantes e católicos liberais, judeus reformados e ateus, muçulmanos, membros de seitas do ocultismo e pessoas de uma ampla variedade de religiões e filosofias, bem como ateus de uma grande variedade de tipos.

Search

Para melhorar sua experiência, este site usa cookies.