O Nome Emanuel – CPRC


Rev. Ronald Hanko

Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto1

O nome Emanuel, ou Imanuel, é encontrado somente duas vezes na Escritura, na promessa de Isaías 7:14 e em seu cumprimento em Mateus 1:23.2

O nome significa “Deus conosco,” o final “-el” sendo a palavra hebraica para “Deus” e o restante do nome significando “conosco.” Essa é, de fato, a interpretação do nome dada por Deus, através do anjo Gabriel, em Mateus 1:23.

O nome foi primeiramente anunciado no Antigo Testamento ao Rei Acaz pelo profeta Isaías em Isaías 7:14. Ele foi anunciado como parte do sinal que Deus estava dando a Acaz, um sinal para assegurar os fiéis em Judá que Deus não os tinha esquecido num tempo muito difícil e que nunca os esqueceria.

Mais tarde, quando a profecia de Isaías foi cumprida no nascimento e escolha do nome de Cristo, Deus mostrou como ele estaria com o seu povo e o porquê ele nunca os esqueceria. Ele estaria com eles em Emanuel, e nunca os esqueceria por causa de Emanuel.

Portanto, o nome Emanuel refere-se ao fato que Jesus é Deus e homem numa pessoa. Nele, Deus está conosco na forma mais próxima possível, tomando nossa natureza humana em união consigo. Assim, o nome Emanuel é o cumprimento de todas as promessas pactuais de Deus de ser o Deus de seu povo e habitar com eles.

De fato, Jesus como Emanuel é ele mesmo o cumprimento desse pacto de amizade e comunhão. Através da união das naturezas divina e humana em si mesmo, Jesus nos torna participantes da natureza divina (II Pe. 1:4), e como o Filho unigênito de Deus, ele habita conosco e em nós em união inquebrantável (Gl. 2:20), de forma que ele é osso e carne conosco (Ef. 5:30).

Como Emanuel, Jesus é o verdadeiro tabernáculo ou templo de Deus e cumpre a promessa de Apocalipse 21:3: “E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles e será o seu Deus.” Essa é a razão de não haver nenhum templo na nova Jerusalém, pois “o seu templo é o Senhor, Deus Todo-poderoso, e o Cordeiro [como Emanuel]” (v. 22).

O nome Emanuel também se refere à obra de Cristo, pois Deus não pode estar “com” pecadores, exceto mediante a expiação pelo pecado. O nome, então, é uma recordação do fato que “Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo” (II Co. 5:19). Deus está conosco em Emanuel como um que nos vem em nossa condição perdida, toma nossos pecados sobre si, e assim remove todos os nossos pecados para redimir e nos libertar deles.

Que benção é, portanto, esse nome Emanuel para todos aqueles que crêem nele. Numa palavra, ele é a mensagem toda do evangelho, nos ensinando sobre nosso Salvador e sobre a bênção da salvação nele.

Fonte (original): Doctrine according to Godliness, Ronald Hanko, Reformed Free Publishing Association, pp. 126-127.

1E-mail para contato: [email protected]. Traduzido em abril/2007.

2

Nota do tradutor: Em Isaías 8:8 a Judéia é chamada de Emanuel.

Para material Reformado adicional em Português, por favor, clique aqui.



Fonte: Covenant Protestant Reformed Church

Livros que você vai gostar

Você também vai gostar

Mais lidos

Conecte-se com o EvangelhoEterno.Org

COMPARTILHE!

Inscreva-se para novidades

O portal EvangelhoEterno.Org é um site cristão criado com o objetivo de contribuir para o avanço do Evangelho de Jesus Cristo em toda a face da terra.

Temos o desejo de que as pessoas estejam cheias da Palavra de Deus, que é a verdade absoluta, e do poder do Espírito Santo.

Saiba mais sobre nossa Política de Privacidade.

© 2022 EvangelhoEterno.Org | Todos os Direitos Reservados | Idealizado por Hudson Carvalho

Para melhorar sua experiência, este site usa cookies.