A Antitese – CPRC


Ronald Hanko

Traduzido por: Diego Curcio

Ocasionalmente alguns teólogos Reformados irão escrever sobre a “antítese”. Nestes casos eles estão se referindo à separação e oposição entre trevas e luz, fiel e infiel, igreja e mundo.

Esta antítese é o resultado da graça salvadora de Deus e é frequentemente referida na Escritura, apesar da palavra em si não ser usada. A passagem mais clara que se refere à antítese é II Coríntios 6:14-18. Nesta passagem a Palavra não só descreve a antítese mas também nos fala o que isto significa na prática. A antítese, nestes versos, é descrita como o contraste entre justice e injustiça, luz e trevas, Cristo e Belial, fidelidade e infidelidade, o templo de Deus e o templo dos ídolos. Isto significa, na prática, que devemos fazer o que é dito: “saí do meio deles, e apartai-vos” (v.17).

Esta separação é espiritual. Nós não somos chamados para sairmos do mundo fisicamente (I Cor. 5:10). Este é o erro cometido por aqueles que se tornam monges ou freiras, ou por aqueles que proíbem o casamento ou a ingestão de certos alimentos. A antítese não significa que nós nos separamos fisicamente do mundo que nos cerca ou das coisas deste mundo.

Isto significa que não temos comunhão com as obras dos ímpios (Efésios 5:11-12) e até mesmo que não fazemos amigos ou temos comunhão com eles. (II Cor. 6:17; Tiago 4:4). Nós devemos estar na companhia (presença) deles já que devemos fazer nossos negócios e viver nossas vidas neste mundo (I Cor. 5:9–11), mas mesmo assim devemos estar separados por sermos santos.

Aqui está uma das nossas objeções ao ensino da graça comum. A idéia de que existe uma graça comum de Deus para o ímpio e o réprobo faz uma espécie comum de terreno entre o povo de Deus e o mundo. Pelo menos em alguns aspectos, portanto, os crentes podem fazer uma causa comum com os ímpios, podem manter comunhão com eles, e podem fazer amizade com eles. Afinal, ambos têm graça em comum, então isto é argumentado.

A Bíblia deixa muito claro que manter esta separação do mundo do ímpio é a segurança e o bem estar da igreja e do povo de Deus. Isto já era verdade no Antigo Testamento. Deuteronômio 33:28 diz, “Israel, pois, habitará só, seguro”. No Novo Testamento isto continua sendo verdade. A promessa de Deus – “E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas” – pertence aqueles que obedecem ao mandamento de Deus “saí do meio deles, e apartai-vos” (II Cor. 6:17–18). Quanto mais precisamos ouvir isto hoje!

Cada um de nós deve estar separado. Nós devemos estar separados por causa de Deus e da igreja. Se nós não estamos separados, Deus não será glorificado através de nós e a igreja se tornará como o mundo.

(Ronald Hanko, “Doctrine According to Godliness: A Primer of Reformed Doctrine,” [Jenison, MI: RFPA, 2004] pp. 208–209)

Para material Reformado adicional em Português, por favor, clique aqui.



Fonte: Covenant Protestant Reformed Church

Livros que você vai gostar

Você também vai gostar

Mais lidos

Conecte-se com o EvangelhoEterno.Org

COMPARTILHE!

Inscreva-se para novidades

O portal EvangelhoEterno.Org é um site cristão criado com o objetivo de contribuir para o avanço do Evangelho de Jesus Cristo em toda a face da terra.

Temos o desejo de que as pessoas estejam cheias da Palavra de Deus, que é a verdade absoluta, e do poder do Espírito Santo.

Saiba mais sobre nossa Política de Privacidade.

© 2022 EvangelhoEterno.Org | Todos os Direitos Reservados | Idealizado por Hudson Carvalho

Para melhorar sua experiência, este site usa cookies.